pHmetria de 24 horas

pHmetria de 24h

O que é a pHmetria de 24 horas?

A pHmetria prolongada ou pHmetria de 24 horas é um exame realizado com o objetivo de monitorar e documentar as oscilações do pH (uma escala que determina os níveis de acidez) nas porções do esôfago, particularmente nas regiões mais próximas ao estômago.

Quando é recomendado que faça a pHmetria?

Trata-se do melhor método para o diagnóstico da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE), situação em que ocorre o retorno do conteúdo ácido do estômago para o esôfago ou mesmo para a faringe (garganta), vias aéreas superiores e até brônquios e pulmões.

A DRGE pode se manifestar de várias maneiras e inclusive não provocar sintomas. É comum que haja sensação de queimação torácica (pirose), tosse de repetição, pneumonias de repetição, exacerbação e crises de asma e broncoespasmo (contrações dos brônquios, com chiado no peito), halitose (mau-hálito), erosões aos dentes e rouquidão.

A Endoscopia Digestiva Alta (EDA) pode evidenciar inflamações do esôfago (esofagite) ou alterações dos seus tecidos (como no chamado Esôfago de Barret que, em casos graves, podem levar ao câncer de esôfago). No entanto em muitos casos apenas a EDA não evidencia alterações, mesmo em pacientes com muitos sintomas.

Alguns casos tornam-se suspeitos pela avaliação de outros especialistas, como os otorrinolaringologistas (a partir de alterações visíveis na laringoscopia), pelo pneumologista (por conta de broncoespasmo, exacerbação de quadros de asma ou pneumonias de repetição) e odontólogos, ao investigar halitose e quadros de erosão ácida que levam à perda do esmalte dos dentes.

Como é realizado o exame de pHmetria?

O exame é relizado pela implantação de um fino cateter pelo nariz, cuja extremidade é capaz de medir com grande sensibilidade mesmo as mais discretas alterações do pH. Os registros são armazenados num pequeno aparelho mantido na cintura do paciente. De um modo geral, o exame é realizado logo após uma manometria esofágica para determinação da localização exata dos esfíncteres esofageanos. Uma vez instalado o cateter, o paciente é liberado para manter suas atividades habituais e deverá registrar num formulário quaisquer sintomas que apresente, bem como atividades, como horários das refeições e o horário de dormir. Neste período é importante evitar molhar o aparelho ou tomar banho.

No dia seguinte, retornará à clínica, onde o cateter e os equipamentos são removidos e os registros do aparelho serão analisados, cruzando-se estas informações àquelas registradas pelo paciente no formulário padronizado que é fornecido.

Trata-se de um exame muito importante para o diagnóstico dos casos duvidosos de DRGE, bem como para indicação cirúrgica e acompanhamento após a cirurgia.

Quais os riscos e contraindicações da pHmetria?

Trata-se de exame seguro e que não possui riscos significativos ou contraindicações gerais.

Como é o resultado do exame de pHmetria?

O resultado será fornecido por meio de laudo impresso após avaliação dos dados coletados pelo médico examinador e deverá ser interpretado pelo médico solicitante à luz das informações clínicas de cada paciente.

Algumas recomendações práticas:

  • É necessário jejum de seis a oito horas.
  • Durante as 24 horas do exame, o paciente deverá fazer suas refeições e dormir em seus horários de costume, tentando ser o mais próximo do dia a dia.
  • Deverá evitar o consumo de café durante a gravação do exame.
  • Os remédios que interferem com a secreção ácida do estômago (como Omeprazol, Pantoprazol, Ranitidina e sais de frutas, por exemplo) precisam ser suspensos cinco dias antes e durante toda a realização do exame.
  • Outros medicamentos, de uso diário, devem ser tomados normalmente.
  • Não é necessário um acompanhante no dia do exame.
  • O exame não requer sedação e é muito bem tolerado.

+ Ver Também