Endoscopia Digestiva Alta (EDA)

Endoscopia Digestiva Alta, popularmente conhecida apenas por endoscopia, a EDA (endoscopia digestiva alta) é um exame que tem como finalidade a visualização da parte superior do trato gastrointestinal (esôfago, estômago e duodeno).

O exame normalmente é realizado para estudo, diagnóstico e tratamento de doenças na referida região.

A endoscopia pode se dividida em dois tipos:

  • Endoscopia digestiva alta: tem como objetivo a visualização do esôfago, estômago e porções iniciais do intestino;
  • Colonoscopia: seu objetivo é visualizar porções do reto e intestino grosso (colo).

A EDA é indicada para o diagnóstico de doenças no trato gastrointestinal superior. O aparelho utilizado no exame é conhecido como endoscópio (um tubo fino e flexível, introduzido através da boca do paciente).

A endoscopia digestiva alta também pode ser usada para realização de biopsias. O endoscópio permite que sejam introduzidas pequenas pinças de biopsias a fim de estudar possíveis tecidos lesados.

Os fragmentos polidos podem ser analisados para avaliação de uma série de doenças tais como gastrites e ulceras.

Indicações para endoscopia digestiva alta

A EDA pode ser indicada para análise de uma série de situações clinicas:

  • Anemia ferropriva (causada pela carência de ferro);
  • Refluxo gastresofágico;
  • Vômitos frequentes;
  • Sangramentos no trato gastrointestinal;
  • Diagnostico de câncer gastrointestinal em pacientes com sintomas específicos ou com histórico da doença na família.

Por fim, a EDA pode também ser utilizada para o diagnostico de infecções causada pela bactéria H. Pylori. No entanto, após o tratamento (comumente utilizando antibióticos) não é preciso repetir o procedimento, a não ser em casos de úlcera.

Normalmente, o especialista responsável pelo exame é o chamado endoscopista ou mesmo um médico gastroenterologista.

Onde realizar o exame de Endoscopia ?

A Endoscopia Digestiva Alta é um exame que está disponível em Brasília-DF na Clínica Colono.

Na COLONO, utilizamos equipamentos Fujinon, marca líder na fabricação de equipamentos endoscópicos.

Os equipamentos flexíveis são reprocessados e descontaminados em alto nível por meio de equipamento automático de reprocessamento (ENDOLAV) e então conectados a uma processadora digital de vídeo que possiblita a geração de imagens de alta resolução dos segmentos gastrintestinais examinados.

Assim, pode-se visualizar detalhadamente os segmentos examinados.

Preparação para endoscopia digestiva alta

Por haver a necessidade de que o estômago esteja vazio para o procedimento, para que o especialista possa visualizar com correção do interior do trato gastrointestinal, é comum que ao paciente seja solicitado um jejum de cerca de seis horas antes do exame.

A ingestão de água não é prejudicial para o exame, no entanto, é preciso que seja ingerido em doses moderadas para que não haja risco do paciente vomitar durante a endoscopia.

Sedação e anestesia para endoscopia

Comumente não são administrados anestésicos no procedimento.

Na maior parte dos casos a endoscopia é realizada a partir de leve sedação (um spray anestésico comumente é utilizado para diminuir o incomodo do paciente pela passagem do endoscópio).

Apesar de haver casos de queixa de dor na garganta e sensação de distensão abdominal, o procedimento costuma ser indolor e não apresenta riscos para o paciente.

Como é feita a endoscopia digestiva alta

Com o paciente colocado de lado o exame se inicia com a introdução do endoscópio pela boca, sendo empurrado lentamente através do trato gastrointestinal superior.

Com uma microcâmera na ponta do aparelho, o especialista pode avaliar com clareza o estado da mucosa dessa região do aparelho digestivo e diagnosticar possíveis lesões.

Como dito anteriormente, além da avaliação da luz gastrointestinal, o endoscópio também permite a realização de biopsias (retirada de pequenos pedaços da mucosa para avaliação posterior).

É importante ressaltar que a biopsia também é um procedimento indolor.

Complicações e riscos da endoscopia digestiva alta

Dentre as contraindicações para realização da endoscopia digestiva alta, estão:

  • Ingestão de alimentos sólidos há menos de 6h antes do exame;
  • Pacientes com determinadas cardiopatias (arritmia, insuficiência cardíaca e infarte agudo do miocárdio);
  • Dificuldade respiratória, dentre outras.

Endoscopia e gravidez

Apesar da endoscopia em si não representar grandes riscos para a mãe e o feto, os medicamentos utilizados durante o procedimento podem causar danos principalmente ao feto, nesses casos a EDA costuma ser recomendada apenas em casos de patologia do trato gastrointestinal que coloquem em risco a vida da mãe.

Recomendações Gerais

  • Vir acompanhado ao exame.
  • Não dirigir veículo ou ingerir bebida alcoólica após o exame, até o dia seguinte.
  • Trazer resultados de exames médicos prévios.
  • Não portar objetos de metal no dia do exame (jóias, relógios, aliança e etc.).

Se você precisa realizar uma endoscopia digestiva alta, conte conosco. Nossa clinica foi criada com o objetivo de fornecer um ambiente seguro a favor do seu bem estar e da sua saúde, entre em contato e agende um consulta. Se preferir, pode falar conosco pelo nosso WhatsApp.