Endoscopia Digestiva Alta (EDA)

EDA

EDA é o exame endoscópico do esôfago, do estômago e do duodeno (primeiro segmento do intestino delgado). É realizado por meio da introdução de um equipamento flexível, dotado de uma câmera de vídeo em sua extremidade, que pode ser manobrado e introduzido sob visão direta.

Na COLONO, utilizamos equipamentos Fujinon, marca líder na fabricação de equipamentos endoscópicos. Os equipamentos flexíveis são reprocessados e descontaminados em alto nível por meio de equipamento automático de reprocessamento (ENDOLAV) e então conectados a uma processadora digital de vídeo que possiblita a geração de imagens de alta resolução dos segmentos gastrintestinais examinados. Assim, pode-se visualizar detalhadamente os segmentos examinados.

A realização de uma boa EDA requer um período de jejum e dieta especial, ou seja, o adequado esvaziamento do estômago.

No dia do seu exame, você procurará a clínica após o período indicado de jejum. Como o exame é feito com sedação – que pode afetar a sua capacidade de dirigir e provocar sonolência mesmo por horas após – você deverá se apresentar à clínica em companhia de uma pessoa da sua confiança, de preferência com alguém que dirija. O tempo médio de permanência na clínica é de uma hora, podendo variar conforme a recuperação após o exame de cada paciente.

EDA é um exame muito seguro e pode ser realizado sem sedação, com anestesia geral ou sob sedação consciente, método que preferimos como via de regra. Seu médico saberá orientá-lo sobre a maneira ideal de fazer o seu exame.

O desconforto experimentado pelo paciente durante o exame, ocasionado pela passagem do aparelho pela orofaringe (garganta) é bastante minimizado pela sedação e completamente abolido quando se utiliza anestesia geral venosa, com suporte de um anestesista.

Muitas condições levam à indicação de uma EDA, como sintomas de dispepsia (má-digestão), dor abdominal, sangramentos percebidos ou ocultos nas fezes, sintomas de queimação torácica sugestivos de refluxo (pirose), anemias sem uma causa aparente, perdas de peso sem que haja uma explicação (como mudanças na dieta ou no nível de atividade física) ou mesmo histórico pessoal ou familiar de câncer do estômago. Seu médico será capaz de identificar algum desses fatores e decidir junto com você sobre a solicitação do exame.

PREPARO PRÉ-EXAME

No dia marcado para o exame, é indispensável que se faça jejum prévio de pelo menos 8 horas para sólidos.

Até 4 horas antes do exame, está liberado tomar água e isotônicos (água de coco, Gatorade ® ou similar), desde que claros e sem resíduos. Não faça uso de leite ou de antiácidos.

O jejum é absoluto nas 4 horas anteriores ao exame, até para líquidos.

É importante trazer seus exames recentes (endoscopias prévias, exames de sangue, do coração e outros).

Traga também o nome e dosagem das suas medicações de uso habitual e pergunte ao seu médico quais medicações deve-se tomar normalmente na manhã do exame.

APÓS O EXAME

Você irá permanecer na sala de repouso por cerca de meia hora, até que os efeitos principais das medicações empregadas para sua sedação desapareçam.

RECOMENDAÇÕES GERAIS
  • Vir acompanhado ao exame.
  • Não dirigir veículo ou ingerir bebida alcoólica após o exame, até o dia seguinte.
  • Trazer resultados de exames médicos prévios.
  • Não portar objetos de metal no dia do exame (jóias, relógios, aliança e etc.).