Cápsula Endoscópica

Cápsula Endoscópica, como o próprio nome diz, se parece com um comprimido. Portando câmeras digitais e LEDs ao redor das câmeras, a cápsula é capaz de avaliar toda a extensão do intestino delgado.

A cápsula supre a necessidade de observação das porções internas do intestino uma vez que métodos tradicionais como a endoscopia digestiva alta e a colonoscopia apenas conseguem avaliar as porções distais e proximais do mesmo.

O dispositivo pode ser utilizado tanto para observação do intestino delgado como de partes do cólon (intestino grosso). Para isso, existem diferentes tipos de cápsula para cada finalidade.

O exame através da cápsula endoscópica é muito útil quando há alguma restrição para a realização de outros exames (como a colonoscopia), pois não há necessidade de sedação, além de não gerar desconforto ao paciente.

Quais são as indicações do exame com cápsula endoscópica?

O exame é indicado para pacientes com suspeita de alterações nas porções internas do intestino delgado.

Como a endoscopia ou colonoscopia não são indicados nesses casos, a cápsula se torna a solução mais viável uma vez que alcança regiões do intestino fundamentais para a observação.

No caso de necessidade de visualização do intestino delgado, o exame é chamado de enteroscopia por cápsula.

Já nos casos em que se queira observar as porções internas do intestino grosso, o exame é conhecido como colonoscopia por cápsula.

Onde fazer o exame de Cápsula Endoscópica

O exame de Cápsula Endoscópica está disponível na Clínica Colono. Nós possuímos a PillCam Colon 2 – a nova geração de cápsulas endoscópicas do cólon.

Agora esta tecnologia está disponível pela primeira vez em Brasília-DF na COLONO – Clínica do Aparelho Digestivo.

Com ela, podem ser obtidas imagens de boa qualidade também do cólon, sendo um exame muito útil naqueles pacientes que não podem fazer uma colonoscopia ou cujo exame não pôde ser completado por razões técnicas, já que não requer sedação e não gera desconforto algum.

O equipamento utilizado pela COLONO é a última versão do sistema PillCam, da Given Technologies, o fabricante que desenvolveu a tecnologia. Desta forma, a mais recente cápsula para investigação do intestino delgado (PillCam SB3) também está disponível.

Como é feito o exame?

No exame, o paciente deve ingerir a cápsula (geralmente um pouco maior que um comprimido) além de aguardar por sensores que deverão ser instalados na parede abdominal.

Um cinto com gravador de dados (que serão analisados posteriormente em um programa adequado, pelo especialista) também é colocado no paciente.

Como é o preparo?

O paciente deve estar com o intestino limpo, com conteúdo líquido e claro para uma visualização adequada das paredes internas do intestino. Para isso, é comum que seja elaborada, por parte do especialista médico, uma dieta especial.

Nos casos de exame das paredes internas do intestino grosso, além de uma dieta especial, comumente são recomendados medicamentos laxantes a fim de facilitar a progressão da cápsula pelo aparelho digestivo e uma correta análise dos dados obtidos.

O que se pode esperar durante o exame com a cápsula endoscópica?

O exame com a cápsula, por não ser considerado invasivo, não requer qualquer tipo de sedação ou anestesia. A progressão da cápsula pelo sistema digestivo é indolor e não costuma gerar desconfortos.

A eliminação da cápsula também costuma ser indolor e, muitas vezes, sequer é percebida pelo paciente.

Com uma bateria de duração única de cerca de 10 horas, a cápsula não tem como ser substituída ou recarregada, servindo para apenas um exame.

O que acontece depois?

Após a ingestão da cápsula e instalação do equipamento, o paciente retoma suas atividades normais, devendo retornar ao especialista cerca de 10 horas depois (tempo de duração da bateria) para a retirada dos sensores.

Com dezenas de imagens captadas por segundo, as câmeras da cápsula podem realizar cerca de 120.000 imagens.

Estas imagens, enviadas para os sensores, serão transferidas para um software específico para posterior análise do especialista.

Como saber os resultados?

Os receptores instalados na parede abdominal do paciente enviam as imagens obtidas pela câmera para o gravador de dados.

Tais dados serão processados pelo programa em questão e analisados pelo médico especialista.

Como se elimina a cápsula? Sente-se alguma coisa ao eliminá-la?

A eliminação da cápsula se dá pela simples evacuação. O processo geralmente é indolor e imperceptível para o paciente.

Como dito anteriormente, a bateria da cápsula é limitada e não tem como ser substituída ou carregada. Nesse sentido, a cápsula é descartada e o que resta para análise e diagnóstico são as imagens captadas pelos sensores.

Quais são as possíveis complicações do exame com cápsula endoscópica?

O exame com cápsula endoscópica pode ser considerado um procedimento seguro e praticamente não há contraindicações, no entanto, existem algumas limitações para:

  • Pacientes que estejam fazendo uso de medicamentos que reduzem o funcionamento do intestino;
  • Portadores de marca-passo;
  • Pacientes com algum tipo de obstrução intestinal.

No geral, o exame com cápsula endoscópica pode ser considerado um procedimento moderno, seguro e que leva ao médico especialista dados valiosos sobre o seu paciente.

Caso você deseje agendar seu exame na Clínica Colono, basta nos enviar uma mensagem pela página de contato ou então falar diretamente conosco pelo nosso WhatsApp.